7 perguntas que não deveriam ser feitas

      Nenhum comentário em 7 perguntas que não deveriam ser feitas

Tem oraculistas que acham que algumas perguntas são idiotas e nem gostam de fazer. Eu sou bem flexível, acho que se a pessoa tem essa necessidade é justo que se sane a dúvida. Entretanto, existem algumas questões que realmente são sem sentido ou são perda de tempo, já que não contribuem com muita coisa. Aqui vão algumas das minhas preferidas.

1- Perguntas as quais a pessoa lida mal com a resposta se for contrária ao que deseja e não tem muito que possa fazer por ela mesma para mudar o problema.

Se é insuportável ouvir que o marido que pediu a separação nunca mais vai reatar, não pergunte! Até porque não há muito que se possa fazer quando a vontade do outro está em jogo.

Já no caso de perguntar se vai conseguir emagrecer, por exemplo, mesmo que a resposta seja negativa, a possibilidade de perder peso depende exclusivamente da pessoa, portanto ela pode usar esse presságio como estímulo, desafiando-o e atingindo o que deseja.

2- Perguntas as quais a pessoa já tem a convicção de qual é a resposta certa.

A pessoa não quer uma resposta verdadeira, ela quer uma confirmação para algo o qual ela acredita e tem como certo e inquestionável. Vi recentemente uma pessoa perguntar se era protegida espiritualmente. A resposta era a mais negativa possível, mas ela retrucou dizendo que era protegida sim. Essa pessoa não tá nem aí para o significado das cartas, nem respeita o oráculo. Ela só quer eco para as suas certezas absolutas.

3- Perguntas hipotéticas

Essas são as perguntas “se”. A pessoa não tem nenhum plano para fazer algo relativo ao que está perguntando. É algo que, quem sabe, talvez, se bater vontade ela faça.

Se eu for a festa vou encontrar um namorado? Se eu conseguir um emprego vou conseguir comprar uma casa? Se fizer um concurso público vou passar?(ela nem começou a estudar).

Essa é uma pergunta que está condicionada a um acontecimento que nem se sabe se vai acontecer, portanto é perda de tempo bater nessa tecla.

Porém, não há problema em perguntar se será favorável ir a festa ou tentar estudar para concursos.

4- Perguntas excessivamente genéricas, excessivamente atemporais, desfocadas e vagas.

Vou me casar? Vou ficar rica? Vou ser feliz um dia? Vou conseguir um bom trabalho?

Não que você não deva perguntar, mas pode ocorrer que no momento da consulta não esteja acontecendo nada que leve a essa direção, então o resultado pode ser decepcionante e criar a ideia de que você não tem chances de sucesso. Além disso, algumas questões dependem do conceito que a pessoa tem do que aquilo é, por exemplo, o que é felicidade?… e o que é um bom trabalho? É preciso fazer a pergunta de forma específica.

5- Perguntas sobre morte

Se um oraculista te disser a data para tua morte, relaxa… ele provavelmente é um picareta! Uma pessoa séria que tivesse essa condição jamais faria isso. E, aliás, do que serviria essa informação?

Já soube de um caso patético em que a astróloga dizia que naquele ano o pai da cliente iria morrer. Todo ano a cliente voltava e a astróloga falava a mesma coisa. Longos anos se passaram e o velho se manteve firme e forte. Para que torturar a filha com uma previsão que no final das contas era equivocada?

6- Perguntas sobre coisas que você deseja e tem plenas condições de fazer.

Você tá a fim de fazer uma viagem para Itália? Quer aprender a dançar? Quer comprar anel de ouro? Tem grana para isso? Então, nem precisa perguntar ao baralho se deve, simplesmente faça!

Agora, se a dúvida é entre Itália e Portugal, anel de ouro ou de prata e dança-do-ventre ou flamenco… tudo bem! Vale à pena perguntar!

7- Perguntas que dependem da tua autoconsciência, valores morais, ideologia e reflexão.

Não adianta perguntar ao oráculo se você está agindo certo ou errado ao trair seu namorado. Basta se perguntar!

Há também a versão “Em quem devo votar?”. Claro, você pode até perguntar qual candidato tem melhores condições para exercer determinada tarefa, entretanto é importante que siga as próprias convicções e percepções.

A confiança em si não deve ser enfraquecida devido a dependência de oráculos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.